Curso adicionado ao carrinho com sucesso!X
E-mail cadastrado com sucesso!X
Créditos promocionais obtidos com sucesso!
X

Carla Ponte

Jornalista com mais de 20 anos de experiência em televisão, Carla Ponte marca sua trajetória acreditando no poder de contar histórias. Atualmente, é Supervisora de Produção/Produtora Associada da Série Infantil Que Monstro de Mordeu?. A Série criada por Cao Hamburger e Teo Poppovic ...

Saiba Mais

Jornalista com mais de 20 anos de experiência em televisão, Carla Ponte marca sua trajetória acreditando no poder de contar histórias. Atualmente, é Supervisora de Produção/Produtora Associada da Série Infantil Que Monstro de Mordeu?. A Série criada por Cao Hamburger e Teo Poppovic (50 x 22’ – TV e 50 x 3’ – Web) é uma co-produção da Primo Filmes e da Caos Produções. Em 2013, Carla Ponte atuou no 1° NETLABTV, que selecionou 08 Projetos para Canais por Assinatura, entre 1.800 inscritos, e foi consultora para o 1° Programa Globosat de Desenvolvimento de Roteiristas que trouxe para o Brasil o Seminário Story com Robert McKee e o Laboratório de Roteiros com Marta Kauffman, Dan Halsted e Barry Schkolnick, além de Master Classes com Marta Kauffman e Anthony Zuiker. De 2008 a 2012, como Supervisora de Produção e Desenvolvimento para a Discovery Networks Latin America/US Hispanic, desenvolveu inúmeras produções originais, entre elas a série Águias da Cidade, cuja estreia em Outubro de 2012 colocou o Discovery na #1 em toda a TV Paga no Brasil; a série Viver para Contar, cujo episódio Soterrados foi Prata do Festival de Nova York – 2012; o especial O Assassinato de Jean Charles, indicado ao Emmy International 2011. Sua carreira inclui passagens pela MTV, Rede Bandeirantes, TV Cultura, TV1, Discovery Networks, Globosat.

Carla Ponte é formada em Jornalismo pela Universidade de São Paulo – USP.

Carlo Carrenho

Carlo Carrenho é formado em Economia pela FEA-USP e especializou-se em Publishing no Radcliffe College, ligado à Universidade de Harvard. Já possui 20 anos de experiência no mercado editorial, tendo passado por editoras de vários setores. Fundou e dirigiu uma pequena editora, a Carrenho Editorial, por cerca de 4 anos ...

Saiba Mais

Carlo Carrenho é formado em Economia pela FEA-USP e especializou-se em Publishing no Radcliffe College, ligado à Universidade de Harvard. Já possui 20 anos de experiência no mercado editorial, tendo passado por editoras de vários setores. Fundou e dirigiu uma pequena editora, a Carrenho Editorial, por cerca de 4 anos.. Em 2001, criou o PublishNews, um informativo diário com todas as notícias do mercado editorial brasileiro que publica a lista de livros mais vendidos mais completa do Brasil. Entre 2006 e 2010, esteve à frente da Thomas Nelson Brasil, uma joint venture entre o grupo carioca Ediouro e a editora norte-americana Thomas Nelson Publishers. Já publicou artigos em revistas estrangeiras como a Publishing Research Quarterly, dos EUA, a Svensk Bokhaendel, da Suécia, e a Bok Markedet, da Dinamarca. Além disso, vem acompanhando de perto, nos últimos anos, o desenvolvimento digital da indústria editorial. Também foi diretor executivo da Singular Digital, o braço de impressão por demanda e distribuição digital do grupo Ediouro. Bastante presente em eventos internacionais, já proferiu palestras e seminários nas feiras de Londres, Frankfurt, Guadalajara entre outras. Atualmente, atua como consultor editorial com enfoque no mundo digital e dirige o PublishNews.

Carlos Cuadros

Carlos Cuadros é um produtor cultural e gerente com mais de 15 anos de experiência em instituições públicas e privadas e empresas culturais na Espanha. Desde 2012 mora no Brasil, onde atua como consultor para empresas culturais. Foi Diretor Geral do Instituto de Cinema e Audiovisual do Minist ...

Saiba Mais

Carlos Cuadros é um produtor cultural e gerente com mais de 15 anos de experiência em instituições públicas e privadas e empresas culturais na Espanha. Desde 2012 mora no Brasil, onde atua como consultor para empresas culturais. Foi Diretor Geral do Instituto de Cinema e Audiovisual do Ministério da Cultura da Espanha (2010-2012) e diretor geral da Academia de Cinema da Espanha (2008-2010), além de produtor executivo de dezenas de projetos audiovisuais, artes cênicas e promoção cultural, como os Prêmios Goya ou os Prêmios Max para as Artes Cênicas.

Cursos Ministrados:

Carolina Kazumi

Possui graduação em Direito pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo e pós- graduação em Audiovisual pelo SENAC. Atua no mercado de entretenimento desde 2007, especialmente nas áreas de cultura e audiovisual. Já trabalhou com gestão cultural de projeto patrocinados por empresas como ...

Saiba Mais

Possui graduação em Direito pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo e pós- graduação em Audiovisual pelo SENAC. Atua no mercado de entretenimento desde 2007, especialmente nas áreas de cultura e audiovisual. Já trabalhou com gestão cultural de projeto patrocinados por empresas como Vale, Natura e Instituto Claro. É professora convidada de cursos de pós-graduação da PUC-SP e da Academia Internacional de Cinema

Cláudia Buschel

Formada em Administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas, também cursou Direito até o 3º ano na Universidade de São Paulo - USP.

Em 1999 trabalhou com a produtora Sara Silveira, na Dezenove Som e Imagens, fazendo a produção de lançamento e festivais para ...

Saiba Mais

Formada em Administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas, também cursou Direito até o 3º ano na Universidade de São Paulo - USP.

Em 1999 trabalhou com a produtora Sara Silveira, na Dezenove Som e Imagens, fazendo a produção de lançamento e festivais para o longa-metragem DOIS CÓRREGOS, do diretor paulista Carlos Reichenbach.

Passou parte do ano de 1999 e 2000, na França, em Paris, onde fez um curso de cinema na Universidade de Paris VII. Na sua volta, foi novamente trabalhar na Dezenove Som e Imagens, onde fez assistência de produção para DURVAL DISCOS, primeiro longa-metragem de Anna Muylaert.

Em meados de 2001, foi contratada pela O2 Filmes, onde trabalhou por quase nove anos até o início de 2010. Na O2, fez coordenação de lançamento e festivais internacionais para DOMÉSTICAS, O FILME, (dirigido por Fernando Meirelles e Nando Olival); CONTRA TODOS (dirigido por Roberto Moreira) e ANTONIA (dirigido por Tata Amaral); foi assistente de produção executiva nos filmes CIDADE DE DEUS (dirigido por Fernando Meirelles) e VIVA VOZ (dirigido por Paulo Morelli) e coordenadora de produção no longa CIDADE DOS HOMENS (dirigido por Paulo Morelli). Trabalhou como coordenadora de produção e de vendas internacionais na série CIDADE DOS HOMENS (coproducão com a TV Globo), fez “legal de business affairs” para a série FILHOS DO CARNAVAL (coprodução com a HBO Latin America). Fez a produção executiva do programa DIVAGAÇÕES EM UM QUARTO DE HOTEL, uma produção da TV francesa Arté realizada no Brasil.

Foi produtora executiva do curta A JANELA ABERTA e do longa NÃO POR ACASO, ambos de Philippe Barcinski; do longa O BANHEIRO DO PAPA de Cesar Charlone e Enrique Fernandez (uma coprodução com Uruguai e França) e do documentário GINGA, A ALMA DO FUTEBOL BRASILEIRO, dirigido por Hank Levine, Marcelo Machado e Tocha Alves. Foi produtora associada de ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA, de Fernando Meirelles, uma coprodução com Canadá e Japão.

Entre 2007 e 2009 trabalhou como “business and legal affairs” em projetos da O2 em coprodução com a Focus Features International, entre os quais os longas-metragens À DERIVA de Heitor Dhalia; VIPs, de Toniko Melo. Além destes, XINGU, dirigido por Cao Hamburger, LIXO EXTRAORDINÁRIO, dirigido por Lucy Walker, João Jardim e Karen Harley e JOSÉ & PILAR, coprodução com Portugal e Espanha, dirigido por Miguel Gonçalves Mendes.

Em 2010, passou a realizar projetos com outras produtoras, como a BossaNovaFilms e Gullane Entretenimento. Ainda em 2010, realizou como produtora executiva o programa A PRODUÇÃO E O COCÔ DE MINHOCA, de Dainara Toffoli, episódio de uma série de 08 documentários sobre sócioambientalismo produzidos pela TV Cultura e SESCTV.

Entre 2010 e 2011 atuou como produtora executiva no longa OS 3, dirigido por Nando Olival e produzido pela Cinema Sport Club, lançado comercialmente em salas de cinema no Brasil pela Warner Bros. em novembro de 2011.

Entre 2011 e 2012 fez a produção executiva do longa ATÉ QUE A SORTE NOS SEPARE, dirigido por Roberto Santucci e produzido pela Gullane.

Atualmente está produzindo o documentário VERÃO DA LATA, dirigido por Tocha Alves e Haná Vaisman, em coprodução com o History Channel.

Cursos Ministrados:

Claudia Jovino

Claudia Jovino é paulistana, formada em Publicidade e Propaganda pela UNIP. Hoje é produtora cultural e captadora de recursos. Atuou como
atendimento a cliente e coordenadora de projetos na Jleiva Cultura&Esporte. Foi gerente de negócios na Levisky Negócios&Cultura.
Nessas empresas atendeu clientes como, Kimberly Clark Brasil, EDP, Telefonica ...

Saiba Mais

Claudia Jovino é paulistana, formada em Publicidade e Propaganda pela UNIP. Hoje é produtora cultural e captadora de recursos. Atuou como
atendimento a cliente e coordenadora de projetos na Jleiva Cultura&Esporte. Foi gerente de negócios na Levisky Negócios&Cultura.
Nessas empresas atendeu clientes como, Kimberly Clark Brasil, EDP, Telefonica, Cielo, Deutsche Bank, Gerdau, Suzano Papel e Celulose,
Riachuelo, Sanifi-Avents, Santander. Participou ativamente nos seminários: Perspectivas Sobre o Investimento em Cultura, Perspectivas para o Teatro (em parceria com APTESP e APTI) e Como Investir em Cultura? O Habito Cultural dos Paulistanos (em parceria com Data Folha). Foi atendimento a parceiros e patrocinadores na FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty, com os seguintes patrocinadores: Itaú Cultural, Governo do Estado do
Rio de Janeiro, CPFL, Suzano Papel e Celulose, Heineken, e no Instituto Tomie Ohtake com Tok&Stok, Akzo Nobel e Fazano. Em 2016,
atuou como novos negócios na IT ART, starup que desenvolveu a plataforma digital para gestão de Programa de Amigos, Doação e
Assinaturas (captação de pessoa física) do MASP, Pinacoteca, Inhotin, MIS, Cultura Artistica, Osesp, MAR, Museu do Amanhã , Filarmônica de
Minas Gerais.

Claudia Worms Taddei

Cláudia Taddei atua na área cultural desde 1998. Formada em Relações Internacionais pela PUC-SP, é especializada em marketing cultural e gestão para Terceiro Setor. Dentre as principais atuações, integrou a equipe de projetos culturais de relevância internacional como a Mostra do Redescobrimento Brasil + 500 como gerente ...

Saiba Mais

Cláudia Taddei atua na área cultural desde 1998. Formada em Relações Internacionais pela PUC-SP, é especializada em marketing cultural e gestão para Terceiro Setor. Dentre as principais atuações, integrou a equipe de projetos culturais de relevância internacional como a Mostra do Redescobrimento Brasil + 500 como gerente de projetos educativos e sociais, tendo concebido e coordenado projetos como "Cultura contra a Violência" (com indicação a melhor Prêmio Social pela UNESCO no ano de 2000) e "Periferia SP".

 

Fundadora da empresa, está à frente da COM TATO como gestora de projetos culturais desde 2001.

Cláudio Lins de Vasconcelos

Cláudio Lins de Vasconcelos é sócio fundador de Lins de Vasconcelos Advogados. É doutor pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e mestre pela Universidade de Notre Dame. Entre outras posições, foi assessor internacional adjunto do Ministério da Justiça, consultor do Banco Mundial e gerente jur ...

Saiba Mais

Cláudio Lins de Vasconcelos é sócio fundador de Lins de Vasconcelos Advogados. É doutor pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e mestre pela Universidade de Notre Dame. Entre outras posições, foi assessor internacional adjunto do Ministério da Justiça, consultor do Banco Mundial e gerente jurídico da Fundação Roberto Marinho. É vice-presidente da Comissão de Direitos Autorais, Intelectuais e do Entretenimento da OAB-RJ, diretor-relator da Associação Brasileira da Propriedade Intelectual, professor dos cursos de pós-graduação da PUC-Rio e do INPI, e autor de diversos artigos e do livro "Mídia e Propriedade Intelectual: A Crônica de um Modelo em Transformação".

Cris Olivieri

Advogada pela Pontifícia Universidade Católica (PUC), com especialização em Gestão de Processos Comunicacionais e Culturais pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, Mestrado em política cultural pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo ...

Saiba Mais

Advogada pela Pontifícia Universidade Católica (PUC), com especialização em Gestão de Processos Comunicacionais e Culturais pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, Mestrado em política cultural pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo. Master em Administração das Artes pela Universidade de Boston (USA). Diretora da Olivieri e Associados Advocacia, atuando na área de consultoria para cultura, comunicação e entretenimento há 20 anos. Co-autora do Guia de Produção Cultural edição 2003-2004, 2007 e 2010, e autora do livro “Cultura Neoliberal – Leis de incentivo como política pública de cultura”, entre outras publicações. Acesse aqui Currículo completo em PDF.

Daniela Capelato

Formada em Comunicação, passou o ano de 1988 no Institut National de L'Audiovisuel (INA) na França, onde participou da produção de séries de documentários para televisões francesas, inglesas e alemãs. De 1997 a 2001 assumiu a gerência do Núcleo de ...

Saiba Mais

Formada em Comunicação, passou o ano de 1988 no Institut National de L'Audiovisuel (INA) na França, onde participou da produção de séries de documentários para televisões francesas, inglesas e alemãs. De 1997 a 2001 assumiu a gerência do Núcleo de Cinema e Vídeo do Itaú Cultural. Em 2001 abriu a empresa DOC.FILMES que, em parceria com produtoras no Brasil e exterior, realiza filmes de documentário e ficção.

Como produtora e produtora associada realizou os filmes: "Viajo porque preciso, volto porque te amo", de Marcelo Gomes e Karim Ainouz; "Do outro lado do rio", de Lucas Bambozzi, em coprodução com Les Films du Village (França); "Só Deus sabe", de Carlos Bolado, e a série "Caminhos", para o SESCTV.

Além de produtora, também trabalha como consultora criativa em filmes de ficção e documentário, entre eles, o longa "Elena", de Petra Costa (prêmio de Júri Popular no Festival de Brasília), e roteirista de filmes-documentário, como o "Do outro lado do rio", o "Brasil na virada do milênio", em parceria com Marcelo Gomes, e o "Antes de ontem, depois de amanhã", de Chris Liu, além do curta "Viva volta", de Heloisa Passos.

Ainda como roteirista, desenvolveu o projeto "9 Atos para um jogo" - filme multiautoral para a Internet, premiado em Rumos Transmídia Itaú Cultural, no ano de 2002.

É curadora e consultora do programa "Histórias que Ficam", da Fundação CSN.

Cursos Ministrados:

Notícias