O site Prosas lançou ontem, 28 de maio de 2020, uma pesquisa realizada sobre editais do ano de 2019. O estudo é bastante interessante para se entender a dinâmica desse mecanismo no Brasil hoje. Foram analisados 1.675 editais nacionais e internacionais dos quais 51% tinham abrangência nacional e somente 26% eram de âmbito municipal e 23% estadual ou regional.

Apresentado por Bruno Barroso, um dos sócios do Prosas, numa live pelo Youtube, o estudo chegou a um total de R$ 1,282 Bilhão como valor total viabilizado por essa forma de investimento, com a observação de que este não deve ser considerado um valor absoluto, pois nem todos os editais divulgam o valor total investido.

O estudo conclui que a maioria dos editais no Brasil é voltada para as indústrias cultural e criativa, ainda que o valor médio dos editais para este setor seja 3,4 vezes menor que a média geral. Chama atenção que a maior parte dos editais são para concursos e prêmios literários, seguido por apoio a projetos e OSCs, ficando festivais em terceiro lugar, dentre uma lista bem diversa de áreas. Surpreende a categoria jornalismo (com grande maioria de financiadores internacionais). Impressiona também notar que a categoria saúde tem apenas 2% dos editais dedicados a ela. Num momento de pandemia, é de se supor que o cenário de uma próxima pesquisa tenderá a mudar nesse segmento. A conferir…

Outro dado desmistificado pela pesquisa foi a impressão de que os editais de investimento privado seriam maioria. 27% dos editais são realizados por governos, 20% por OSCs e 17% por organismos internacionais. Os investimentos empresariais por meio de editais ficam abaixo disso.

É interessante notar que a pesquisa traz outros dados relevantes para quem usa ou pretende se candidatar em editais, como o fato de que a maioria deles acontece no segundo semestre, por exemplo. A pesquisa traz outras informações estatísticas dos editais quanto à área de interesse, público-alvo e até curiosidades…

Interessante notar também que está aumentando a iniciativa de parlamentares de lançarem editais para destinar suas verbas de emendas parlamentares. Embora ainda sejam poucos (0,5%), parece um formato bastante interessante para adoção dessa destinação de recurso público.

A pesquisa completa pode ser baixada gratuitamente em editaisbrasil.com

 

infografico_editaisbrasil

Clique na imagem para ampliar

 


administrator

Gestora cultural, captadora de recursos, museóloga e sócia-diretora do Cultura e Mercado e da Companhia da Cultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *