Fechada há quase 15 meses, a Cinemateca Brasileira e seu acervo já estão em estado de deterioração material. As informações são do colunista Ricardo Feltrin (UOL).

Segundo fontes (que solicitaram anonimato por temer represálias), entre 600 e 1.000 filmes podem já ter sido perdidos completamente. O número de rolos perdidos (cada filme muitas vezes está em mais de um) é ainda incontável.

Além de altamente inflamável, sem manutenção adequada e tratamento especial, inclusive de temperatura, os filmes com nitrocelulose “vinagram”, além de colocar em risco todas as instalações do acervo.

Leia a matéria completa aqui.


editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *