A Fundação Nacional de Artes está com inscrições abertas até 25 de outubro para os seguintes editais:

  • Prêmio Funarte de Estímulo ao Circo: 60 premiações para iniciativas direcionadas à área circense

De um total R$ 2 milhões investidos, 1,96 milhão serão divididos em 40 prêmios para circos Itinerantes e 20 para grupos (trupes, companhias e coletivos) circenses. Podem participar do processo seletivo pessoas jurídicas do ramo cultural (exceto microempreendedores individuais, órgãos públicos ou fundações).

Os participantes do concurso poderão inscrever-se em três módulos, que reunirão 20 contemplados cada um. Duas dessas subdivisões se destinam a circos de itinerância. São os módulos: A1, com a faixa de premiação de R$ 48 mil para cada vencedor; e o A2, com prêmios de 25 mil. Já o Módulo B alcança os grupos, que também receberão 25 mil cada um. Assim, nas seções A1 e A2, os prêmios somam 1,46 milhão e, no Módulo B, R$ 500 mil, o que totaliza R$ 1,96 milhão. A quantia de R$ 40 mil será empregada em custos administrativos.

O edital está disponível aqui.

  • Dança Acessível – Prêmio Festival Funarte Acessibilidança Virtual: 25 companhias de dança, das cinco regiões geográficas do Brasil

As propostas devem ter como concepção cênica a acessibilidade. Será investido um total de R$ 870 mil, sendo 820 mil em prêmios, para cinco grupos de cada região do País – Centro-Oeste, Nordeste, Norte, Sudeste e Sul. Cada contemplado receberá R$ 32,8 mil. Poderão se inscrever pessoas jurídicas de direito privado, com ou sem fins lucrativos, de natureza cultural, tais como: cooperativas, produtoras, companhias ou grupos de todo Brasil.

Acesse o edital aqui.

  • XVI Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia: 50 projetos contemplados

Por meio do concurso, aberto a todo o Brasil, serão contemplados, ao todo, 50 projetos, que receberão uma premiação de R$ 10 mil cada.

Para participar do processo seletivo, as propostas devem contemplar, no mínimo, uma das linhas de produção fotográfica citadas no edital, tais como ais como “livre criação”, fotojornalismo e produção acadêmica, entre outras “linhas de expressão”. Os projetos habilitados serão avaliados por uma comissão de seleção, composta por cinco “membros especialistas de conhecimento comprovado e notoriedade” na área de artes visuais. Os contemplados terão que disponibilizar seus trabalhos de forma on-line, para difusão em plataformas digitais, por meio de exposição, site, publicação, apresentação em vídeo ou outros meios.

Inscrições aqui.

  • Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça – 10ª edição: 8 iniciativas com premiação de R$ 15 mil cada

Pela primeira vez, o processo seletivo será exclusivamente direcionado a formas de arte produzidas por meio digital – tais como: arte sonora, escultura, arte cibernética, bioarte, “net-art”, “glitch-art”, arte imersiva (AR, VR e MR), “pixel art” (arte pixel) e “game-art” – arte para jogos (no caso, eletrônicos) –, além de poesia, entre outras expressões.

O concurso tem como objetivo fortalecer acervos de patrimônios de arte e sua exibição pública, por meio de exposições virtuais. Além disso, visa a estimular a produção artística digital, a reflexão sobre as artes visuais a difusão de suas várias formas de expressão artística.

Acesse o edital aqui.


editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.