A Petrobras acaba de ultrapassar a marca de 500 longas-metragens patrocinados. O primeiro, em 1994, foi Carlota Joaquina, até hoje apontado como representante do início da retomada da produção cinematográfica brasileira. Depois dele vieram outros sucessos como O Quatrilho, Tieta, O que é isso, companheiro?, Cidade de Deus, Carandiru, Se eu fosse Você, Tropa de Elite, Saneamento Básico e Meu Nome Não é Johnny.

Para celebrar o feito, a empresa realizará uma série de ações especiais em eventos durante todo o ano. Iniciando as comemorações, convidou o estilista Ronaldo Fraga para fazer uma performance utilizando a linguagem do cinema na abertura da Mostra de Cinema de Tiradentes, festival patrocinado pela empresa, próxima sexta-feira (21/1).

Criado em 2003, o Programa Petrobras Cultural (PPC) lança anualmente editais para produção de filmes de longa e de curta-metragem, difusão em salas de cinema e outras iniciativas de estímulo à produção cinematográfica brasileira. A companhia também patrocina mais de vinte festivais de cinema por ano em todas as regiões do país.

Nesses sete anos, foram destinandos R$ 311 milhões a 1.278 projetos. Em 2011, o PCC destinará mais R$ 6 milhões para projetos de difusão de filmes e festivais de cinema. As inscrições podem ser feitas até o dia 21 de janeiro no www.hotsitespetrobras.com.br/ppc.


Jornalista, foi diretora de conteúdo e editora do Cultura e Mercado de 2011 a 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *