O II Seminário #Procultura foi realizado no dia 17 de agosto de 2013 pelo Cemec e pelo Cultura e Mercado  no Novotel Jaraguá, em São Paulo. Parte da programação foi composta por um “aquário” – espaço para propostas e ideias para a Lei Rouanet e para o Procultura.

Fernando Grecco é dono do selo e produtora Borandá e foi ao seminário como representante da Associação Brasileira da Música Independente, que reúne os produtores fonográficos de música no Brasil. Grecco contou da crise sofrida pelo setor devido as mudanças no mercado fonográfico com o advento da internet e afirmou que o mercado de música brasileira ainda não conseguiu aproveitar a apreciação que tem no mundo todo.

Confira sua fala na íntegra no vídeo abaixo:


editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *